É aquele ditado: “É preciso se perder pra se encontrar”

Olá Migxs, estou sumida mas passo bem.

Hoje vou fazer um post diferente, não sou muito de me expor por aqui, mas que se dane, Mercúrio ta retrógrado e eu tô cheia de reflexões pra colocar aqui, com uma linda explicação sobre o porque eu abandonei este querido blog.

Esse ano está sendo um tanto quanto confuso pra mim, de repente tudo o que faz parte do meu dia-a-dia não fazia sentido mais, de repente eu me isolei, de repente eu não queria sair de casa, de repente eu não queria mais me arrumar e tirar fotos, de repente perdi o gosto pelo blog e por todas as coisas que me faziam feliz. Eu comecei a fazer apenas o que era obrigada a fazer e o meu dia-a-dia se tornou um fardo muito pesado pra ser carregado, eu estava sozinha, não podia contar com o colo e ajuda financeira dos meus pais, não podia largar tudo e voltar pra casa, me vi em uma completa escuridão incapaz de me reconhecer.

Chegou o famigerado dia que eu precisava tomar uma atitude, coma a boa Ariana que sou, o sentimento de congelamento estava me consumindo e eu precisava fazer alguma coisa, procurei ajuda e desde então estou conseguindo me levantar desse tombo chamado vida adulta. Desde então passei a fazer reflexões profundas sobre a minha vida e como as escolhas que fiz no passado influenciaram no meu presente. E uma das conclusões que cheguei foi, como a vida é engraçada, um dia desejei ter essa vida que tenho, porém agora vendo de perto, não era isso que eu queria realmente. Mas você consegue descobrir isso aos 18 anos sem ter noção da vida? Eu acho que não. E está tudo bem, não tem nada de errado nisso.

Eu me redescobri nesses últimos meses, isso porque voltei a fazer coisas que eu nem sabia que ainda podia fazer, descobri talentos que eu nem lembrava que tinha e passei a reconhecê-los, junto com pessoas maravilhosas que tem me apoiado diariamente. Tenho aprendido que sempre vai ter alguém pra me criticar, mas é escolha minha determinar como isso irá me atingir ou se vai me atingir, até porque ninguém consegue agradar todo mundo.

Como o título do texto diz, “é preciso se perder pra se encontrar”, eu me perdi e passei por tempos difíceis até de serem lembrados, porém estou me encontrando e agora finalmente tenho um objetivo de vida que me deixa feliz. Por mais que passar por uma depressão seja doloroso foi importante passar por isso, caso contrário ainda estaria no limbo do conformismo presa no sistema. Bom, ainda estou presa no sistema, mas de degrau em degrau a gente chega lá, o importante é tomar uma atitude.

Com isso eu encerro o meu textão e deixo uma dica do dia pra vocês: acreditem em vocês, acreditem nos seus sonhos, joguem isso por universo que ele vai retribuir, eu tenho fé que sim.

Beijos de luz e deixem um recadinho de amor nos comentários pra mim, tô carente.

Anúncios